quinta-feira, 15 de março de 2012

Gezuz me chicoteia!


Caso verídico:
Escola dominical na cidade de Letirá, provincia de Sechura, em Piura, Peru. Começa os louvores: uma hora em pé, cantando. Pessoas rodopiando e saltando, um grande “repleplé”. Terminada a cantoria, o dirigente do trabalho se aproxima do púlpito e anuncia: Agora vamos chamar a “profetiza”! Se aproxima uma mulher de uns 40 anos, e começa a “profetizar”.
Havia um homem descrente, muito conhecido na cidade, que neste dia tinha vindo visitar a igreja. Profecia vai, profecia vem, o povo em alvoroço, dando “Gloria a Deus” e “Aleluia”, e foi quando a tal profetiza chega perto do nosso ilustre visitante e diz, já em estado de profundo êxtase: “Você que está envolvido nas coisas ruins, bebendo, fumando, e pensa que eu não te vejo? Eu estou te vendo, não estou me agradando disso…”
Neste momento a profetiza grita bem alto: “JEREMIAS, ISAIAS, me traz a vara corretora!”. Surgem dois diáconos, tamanho armário, que tiveram os nomes profeticamente trocados (sim, lá tem disso também, mas isso é outra história…) e trazem uma vara enooorme, mais de um metro. Os dois agarram o pecador pelos braços, enquanto a profetiza se aproxima com a vara em punho e… “shilap” nas costas! Tadinho, levou umas quantas “shilapadas”! E quando o pobre estava apanhando, a mulher dele chegou e disse: “Seu sem vergonha! O que é que você anda fazendo que não me contou? Agora, AGUENTA A CORREÇÃO DE JEHOVÁ…
O pobre foi pra casa, tadinho, com as costas machucadas, inchadas, e o povo feliz porque nessa noite, segundo eles, Deus tinha revelado o oculto e o escondido.
Eu fico pensando, o que esse povo tem na cabeça? De onde eles estão tirando essa técnicas? Que tipo de Bíblia eles estudam? Se é que eles já leram a Bíblia, lamentável!

2 comentários:

Jean Correa disse...

Ah, pelo menos eles têm escola bíblica dominical; estão buscando aprender da Palavra de Deus. #NOT

Jean Corrêa
www.prosadecrente.blogspot.com

Noticias semanales disse...

que coisa lamentavel!

Postar um comentário