sábado, 15 de dezembro de 2012

Thalles comenta sobre vídeo do show em Guarulhos.

Postado por Yuri Vam

A Assessoria de imprensa do cantor Thalles Roberto se pronunciou sobre o vídeo do show em Guarulhos  (para você que não viu Thalles Roberto adorador de Deus-ou-de mamom?), para não se injusto estou postando aqui, agora vocês que decidam quem está falando a verdade: 


O Ministério Thalles Roberto vem por meio desta nota esclarecer sobre vídeo escarnecedor que tem sido compartilhado na Internet e redes sociais referente a um evento que seria realizado no início de julho de 2012, na cidade de Guarulhos (SP).
O cantor e pastor Thalles esclarece que ele é sozinho quando se fala do nome dele – ministerialmente falando - e que vem cumprindo seu chamado por onde passa por obediência à Deus e não por dinheiro. Thalles tem despesas a cada nova agenda que cumpre, pois, paralelamente a cada apresentação, culto ou evento que participa, cumpre contratos terceirizado em que paga músicos da banda, equipe técnica, contratação de vans, transporte, empresário, impostos e outras despesas com prestadores de serviços. Atualmente são cerca de 25 famílias sustentadas – pessoas remuneradas – diretamente pelo chamado na vida de Thalles. “Nosso foco não está no recurso e ganhar dinheiro com o evento, mas sim, que cubra pelo menos as despesas com toda equipe que temos. Somos várias famílias que trabalham integralmente. Inclusive, o ministério Thalles Roberto não cobra cachê de eventos realizados em IGREJAS, e sim, em eventos que tenham fins comerciais - ou seja, lucro para os organizadores, como é o caso deste evento em Guarulhos”, conta Doninha, empresário do Thalles.

Segundo Doninha, houve um contrato firmado com a organização do evento de Guarulhos/SP. A programação era bilhetada, ou seja, o público precisaria comprar ingressos para participar e o evento não era beneficente e nem um culto. "A questão é que parte do valor do contrato firmado, enviado para despesas como passagens, hospedagem, alimentação, impostos diversos e transporte não foi suficiente para cobrir estas despesas básicas, havendo um descumprimento do contrato firmado. É importante que as pessoas entendam que a organização deste evento tinha interesses financeiros, pois o valor arrecadado geraria lucro para os organizadores. Por uma ação desastrosa dos contratantes, inexperientes na divulgação, falta de patrocínio, não contaram com apoio de igrejas ou lideres de igrejas da região, ocasionou um público de cerca de 400 pessoas. Isso quer dizer que o público não seria suficiente para bancar as despesas da organização”.

Segundo Doninha, empresário de Thalles, ainda assim o cantor acreditou na boa fé dos contratantes que haviam enviado um valor – mesmo que insuficiente para cobrir as despesas de todo o grupo que trabalha para o Ministério Thalles Roberto. É importante informar que todas as questões burocráticas, administrativas e financeiras não passam pelo Thalles, e sim, pelo seu empresário, Doninha. “Thalles só tomou conhecimento do que acontecia cerca de 10 minutos antes de irmos para o evento. De imediato não autorizei que nem Thalles ou a equipe fossem ao evento. Não achei justo bancarmos um evento que tinha fins de lucro”, afirma Doninha.
Lembrando que o evento não era nem beneficente, nem culto, mas tinha fins COMERCIAIS E FINANCEIROS, o empresário de Thalles não aceitou assumir as despesas de todo o grupo. “O valor enviado era insuficiente para as despesas que tínhamos tido até aquele momento. Além do prejuízo assumido até ali, não teríamos como assumir mais despesas com todo o grupo que nos acompanha – músicos, equipe técnica, transporte e impostos, de um evento que foi mal organizado”, afirma Doninha.
O Ministério Thalles Roberto presa pela transparência e verdade, obedecer à Deus e cumprir o chamado são primícias bíblicas que norteiam todos os passos desse grupo. "Não estou preocupado com cachê ou valor de oferta, quantas vezes já fui e vou em eventos ministrar gratuitamente, nossa questão não é dinheiro", finaliza Thalles.

2 comentários:

Allan Penteado disse...

gostei da resposta!

Ismael Júnior disse...

Continuo dizendo.....


Voltemos ao Evangelho!


:-S

Postar um comentário